Significado do Nome do Salvador

Observando atentamente a obra de salvação de Deus, podemos ter uma ideia de por que é importante conhecer o nome do Salvador. Para nos conceder a salvação, Deus criou três épocas: a época do Pai, a época do Filho e a época do Espírito Santo. Em cada uma dessas épocas, Deus aparece como o Salvador usando um nome diferente. Nesta época, a salvação depende de conhecer o Salvador de agora; não podemos simplesmente invocar o título geral de Deus. Um conceito-chave na Bíblia ajuda a esclarecer isso.

Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo propósito debaixo do céu:”

Eclesiastes 3:1

Deus Nos Dá um Período de Tempo Limitado para Receber o Salvador.

The-Savior-and-the-New-Name,-Chist-has-a-new-name(1).jpg

Assim como tudo nesta terra tem um propósito, nossa fé em Deus também tem um propósito.

Enquanto vivemos na terra, estamos limitados pelo tempo e pelo espaço. Por esta razão, a Bíblia diz que tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo propósito. Tudo está limitado pela limitação de tempo, isto é, tudo tem um começo e um fim. Por exemplo, sempre que você compra leite na mercearia, ele tem uma data de validade. A data de vencimento é o limite de tempo para quando o leite não for mais potável. Este conceito pode ser aplicado à nossa vida de fé também, porque Deus nos dá um período de tempo limitado para receber o Salvador.

Todas as atividades limitadas pelo tempo contêm uma finalidade específica. Por exemplo, as pessoas frequentam a faculdade para receber educação e conseguir um diploma; elas obtêm um diploma para conseguir um bom emprego; elas conseguem um emprego para ganhar dinheiro; e elas ganham dinheiro para sustentar uma família e assim por diante. Assim como tudo nesta terra tem um propósito, nossa fé em Deus também tem um propósito.

“a quem, não havendo visto, amais; no qual, não vendo agora, mas crendo, exultais com alegria indizível e cheia de glória, obtendo o fim da vossa fé: a salvação da vossa alma.”

1 Pedro 1:8-9

A Bíblia declara que o objetivo final de ter fé em Deus é receber a salvação, e conhecer o nome do Salvador é vital para essa salvação.

O Nome do Salvador em Cada Época

pr_the-savior-and-the-new-name.jpg

Deus dividiu a sua administração de redenção em três épocas, e determinou um nome diferente do Salvador em cada uma das três épocas.

“Ide, portanto, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo; ensinando-os a guardar todas as coisas que vos tenho ordenado. E eis que estou convosco todos os dias até à consumação do século.”

Mateus 28:19-20

Segundo a Bíblia, as três épocas são a época do Pai, a época do Filho e a época do Espírito Santo. Através do conceito da Trindade, entendemos que Deus desempenha três papéis diferentes com três nomes diferentes. Na época do Pai, Deus desempenha o papel do Pai. Na época do Filho, Deus desempenha o papel do Filho. Na época do Espírito Santo, Deus desempenha o papel do Espírito Santo.

Quando Deus desempenha cada um desses papéis, ele usa um nome diferente como Salvador. Jesus disse para batizar pessoas em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo. Isto significa que o Pai tem o seu nome, o Filho tem o seu nome e o Espírito Santo tem o seu nome.

Muitas pessoas não sabem que o Espírito Santo tem um nome, e algumas pensam erroneamente que existe apenas um nome do Salvador. Por meio dos versículos relacionados nos livros de Isaías e de Atos, podemos entender por que estes equívocos acontecem.

“Eu, eu sou o SENHOR, e fora de mim não há salvador.”

Isaías 43:11

Durante a época do Pai, o nome do Salvador era Jeová. Ele afirma que ele é o único Salvador aqui. No Novo Testamento, o apóstolo Pedro também testifica sobre o Salvador.

“Este Jesus é pedra rejeitada por vós, os construtores, a qual se tornou a pedra angular. E não há salvação em nenhum outro; porque abaixo do céu não existe nenhum outro nome, dado entre os homens, pelo qual importa que sejamos salvos.”

Atos 4:11-12

Anteriormente, Jeová proclamou que ele é o único Salvador. Durante a época do Filho, o apóstolo Pedro proclamou que o único Salvador é Jesus e que não há salvação em nenhum outro nome. Aqui, parece que a Bíblia se contradiz, pois um trecho diz que Jeová é o único Salvador e outro diz que Jesus é o único Salvador.

De fato, não há contradição. Se entendermos como o conceito de limitação de tempo se aplica à administração da salvação de Deus, isso faz todo o sentido.

“Porque um menino nos nasceu, um filho se nos deu; o governo está sobre os seus ombros; e o seu nome será: Maravilhoso Conselheiro, Deus Forte, Pai da Eternidade, Príncipe da Paz;”

Isaías 9:6

O profeta Isaías viveu durante a época do Pai, em que o nome do Salvador era Jeová. Foi profetizado que Deus Pai Jeová nasceria como o Filho, a saber, Jesus Cristo. Assim que Deus nasceu na forma humana, ele parou de desempenhar o papel do Pai e começou a desempenhar o papel do Filho. Naquele momento, a época do Pai terminou e a época do Filho começou. Com a mudança de época, também ocorreu uma mudança no nome do Salvador. O Salvador não era mais chamado de Jeová, mas de Jesus. Porque Deus trocou de papéis, tanto a época quanto o nome de Deus mudaram. Isso significa que o nome do Salvador tem um limite de tempo, e isto é semelhante a uma data de validade.

Uma vez que a época termina, o nome do Salvador para essa época expira. As pessoas não podem mais receber a salvação por meio desse nome. Isto é porque, durante a época do Pai, Jeová era o único nome pelo qual as pessoas podiam ser salvas. Mas assim que a época do Pai terminou, o tempo para o nome de Jeová expirou e as pessoas não podiam mais ser salvas por meio desse nome.

Por esta razão, o apóstolo Pedro confiantemente disse que não há outro nome além de Jesus que possa dar a salvação. Ele havia entendido o conceito de limitação de tempo, que marcou a expiração do nome do Pai e o início do uso do nome do Filho.

O Novo Nome do Salvador

Agora, nós não vivemos na época do Pai nem na época do Filho. Nós vivemos na época do Espírito Santo. Em outras palavras, Deus está desempenhando o papel do Espírito Santo, por isso é essencial conhecer o nome do Espírito Santo para receber a salvação. Muitas pessoas confundem o nome de Jesus como o nome do Salvador nesta época. No entanto, o nome de Jesus, que é o nome do Filho, expirou quando a época do Filho terminou. Devido a isto, Jesus declarou que retornaria como o Salvador na época do Espírito Santo com um novo nome.

Venho sem demora. Conserva o que tens, para que ninguém tome a tua coroa. Ao vencedor, fá-lo-ei coluna no santuário do meu Deus, e daí jamais sairá; gravarei também sobre ele o nome do meu Deus, o nome da cidade do meu Deus, a nova Jerusalém que desce do céu, vinda da parte do meu Deus, e o meu novo nome. Quem tem ouvidos, ouça o que o Espírito diz às igrejas.”

Apocalipse 3:11-13

Dizendo: “Venho sem demora”, Jesus mencionou a sua segunda vinda. Ele deixou claro o fato de que quando ele vier novamente, ele terá um novo nome. Ele referiu-se a si mesmo como o Espírito, o que significa que ele há de aparecer como o Espírito Santo, não como o Filho.

Isso marca o início da época do Espírito Santo em que o povo de Deus precisa receber a salvação por meio do novo nome do Salvador. O novo nome deve ser um nome que o Salvador nunca usou antes. Jesus e Jeová já foram nomes usados, por isso não podem se qualificar como o novo nome. O Espírito Santo falou sobre como poderemos receber o seu novo nome.

“Quem tem ouvidos, ouça o que o Espírito diz às igrejas: Ao vencedor, dar-lhe-ei do maná escondido, bem como lhe darei uma pedrinha branca, e sobre essa pedrinha escrito um nome novo, o qual ninguém conhece, exceto aquele que o recebe.”

Apocalipse 2:17

“Portanto, se vocês têm ouvidos para ouvir, então ouçam o que o Espírito de Deus diz às igrejas. “Aos que conseguirem a vitória eu darei do maná escondido. E a cada um deles darei uma pedra branca, na qual está escrito um nome novo que ninguém conhece, a não ser quem o recebe.”

Apocalipse 2:17 (NTLH)

O Espírito Santo disse que apenas aqueles que recebem o novo nome escrito na pedra branca, podem conhecê-lo. Biblicamente, a cor branca representa pureza. Então é indispensável entender o que a pedra representa. A Bíblia faz referência à pedra através de vários versículos.

“Chegando-vos para ele, a pedra que vive, rejeitada, sim, pelos homens, mas para com Deus eleita e preciosa,”

1 Pedro 2:4

“Este Jesus é pedra rejeitada por vós, os construtores, a qual se tornou a pedra angular.”

Atos 4:11

Conforme a Bíblia, pedra representa Cristo. Baseado neste entendimento, podemos entender que em Apocalipse 2:17 está dizendo que Cristo virá com um novo nome. O livro de Apocalipse foi escrito por volta de 97 d.C., então, o Cristo referenciado lá é Cristo vindo pela segunda vez. Para recebermos o novo nome, devemos receber o Segundo Cristo, que traz o maná escondido.

A Segunda Vinda de Cristo, o Espírito Santo e o Maná

The-Savior-and-the-New-Name,-Chist-has-a-new-name(3).jpg

A Bíblia também diz que ele trará o maná escondido a fim de nos fazer reconhecer o verdadeiro Espírito Santo e o novo nome. Aquele que nos dá o maná escondido tem o nome que nos dará a salvação na época do Espírito Santo.

“Vossos pais comeram o maná no deserto e morreram. Este é o pão que desce do céu, para que todo o que dele comer não pereça. Eu sou o pão vivo que desceu do céu; se alguém dele comer, viverá eternamente; e o pão que eu darei pela vida do mundo é a minha carne.”

João 6:49-51

De acordo com a Bíblia, o maná representa a carne de Cristo. Para recebermos a sua carne, devemos celebrar a Páscoa da Nova Aliança.

“No primeiro dia da Festa dos Pães Asmos, vieram os discípulos a Jesus e lhe perguntaram: Onde queres que te façamos os preparativos para comeres a Páscoa? […] Enquanto comiam, tomou Jesus um pão, e, abençoando-o, o partiu, e o deu aos discípulos, dizendo: Tomai, comei; isto é o meu corpo. A seguir, tomou um cálice e, tendo dado graças, o deu aos discípulos, dizendo: Bebei dele todos; porque isto é o meu sangue, o sangue da [nova] aliança, derramado em favor de muitos, para remissão de pecados.”

Mateus 26:17, 26-28

Jesus deu o maná aos seus discípulos primeiro, através da Páscoa da Nova Aliança, há dois mil anos. No entanto, esta Páscoa foi abolida em 325 d.C. no Concílio de Niceia e ficou escondida. Em 1948, Cristo Ahnsahnghong restabeleceu a Páscoa da Nova Aliança como a festa de Deus que nos dá o perdão dos pecados. Cristo Ahnsahnghong cumpriu a profecia de Apocalipse 2:17. Ele é o Espírito Santo e o seu nome é o nome do Salvador nesta época do Espírito Santo através da qual podemos receber a salvação.

A Igreja de Deus Sociedade Missionária Mundial acredita no novo nome de Cristo, Ahnsahnghong, como o nome do Salvador nesta época. Isso significa que oramos pelo nome de Ahnsahnghong, e pregamos o evangelho em nome de Ahnsahnghong. Devemos fazer essas coisas porque a Bíblia testifica sobre Cristo Ahnsahnghong. Com um estudo mais profundo, podemos ter plena certeza no novo nome do Salvador e receber a salvação por meio dele.

“Examinais as Escrituras, porque julgais ter nelas a vida eterna, e são elas mesmas que testificam de mim [Cristo].”

João 5:39